Autor JoLopes

porJoLopes

SESI Big Band fará espetáculos de Final de Ano em Natal

A SESI Big Band já está com programação de espetáculos fechada para este mês de dezembro. No dia 16 vai se apresentar no largo da Nossa Senhora da Conceição, no bairro de Mãe Luiza, momento em que a orquestra convida Mestrinho, o Rei da Sanfona.

No dia 22, Convida Camerata de Vozes para o Concerto de Natal na Catedral Metropolitana de Natal. “Será um momento magnífico com presença da classe política e institucional, vamos misturar jazz com canto erudito em um momento especial de Natal”, disse o Maestro Eugénio Graça.

A SESI Big Band é uma orquestra de Jazz formada pelos instrutores/professores do projeto SESI ARTE do RN. O projeto tem como foco o ensino da música através de instrumentos musicais e está em atividade nas Unidades Operacionais do SESI-RN: Natal, Mossoró, Macau e Assu.

Serviço:
ESPETÁCULOS DE FINAL DE ANO

SESI Big Band convida Mestrinho
Data: 16.12.2017
Horário: 20h30min
Local: Largo da capela Nossa Senhora da Conceição – Bairro de Mãe Luiza

SESI Big Band Convida Camerata de Vozes
Data: 22.12.2017
Horário: 20h30min
Local: Catedral Metropolitana de Natal

porJoLopes

Embaixador da Alemanha no Brasil visita FIERN

O embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, acompanhado da Cônsul-Geral da Alemanha para o Nordeste, Maria Könning, e do cônsul da Alemanha no Rio Grande do Norte, Axel Geppert, foi recebido nesta segunda-feira, 04, na Casa da Indústria, pelo presidente do Sistema FIERN e do COMPEM/CNI, Amaro Sales de Araújo

Participaram do encontro, o secretário de Desenvolvimento e vice-presidente da CNI, Flávio Azevedo, o vice-presidente da FIERN, Pedro Terceiro de Melo, os diretores José Garcia da Nóbrega, Heyder Dantas e Djalma Barbosa Júnior, os superintendentes de Estratégias e Articulação do Sistema FIERN, Hélder Maranhão, do SESI-RN, Juliano Martins, e do IEL, Angélica Teixeira, e a Diretora do SENAI-RN, Roseanne Albuquerque.

Um dos temas da reunião foi o Encontro Brasil Alemanha, que será realizado em 2019 em Natal. O presidente Amaro Sales lembrou que o Sistema FIERN desenvolve intercâmbio com a Alemanha, principalmente com o Estado da Renânia Palatinado, desde o ano de 2011.

porJoLopes

Sistema FIERN participa do II Fórum das Águas em Apodi

O Sistema FIERN participou do II Fórum das Águas de Apodi, realizado nesta quinta-feira (30), no auditório do IFRN, no próprio município, onde foi discutido o uso sustentável das águas da região e perspectivas climáticas para 2017/2027.

No evento foi realizada a apresentação da “Carta do 1º Fórum das Águas”, realizada pelo vice-presidente da FIERN e Conselheiro do SEBRAE/RN, Pedro Terceiro de Melo, que participou acompanhado do Diretor da FIERN, Dalton Cunha, e pelo empresário Ciro de Holanda.

O SENAI/Centro de Educação e Tecnologia Ítalo Bologna foi representado pelo diretor Francisco Moreira Maia e o Assistente de Mercado Josenildo Silva Oliveira.

Também foi ministrada a palestra “Perspectivas climáticas para a safra 2107/2018 e os próximos 10 anos para Apodi”, pelo PhD em meteorologia Luiz Carlos Molion, de Alagoas.

E sobre “Uso sustentável e eficiente da água”, pelo especialista em irrigação de drenagem, Fernando de Sá Leitão.

O II Fórum das Águas de Apodi contou com a participação de mais de 150 participantes dos mais variados seguimentos, como indústria, comércio, agronegócio, agricultura familiar, cooperativas e sindicatos.

porJoLopes

Bom dia – Previdência

O presidente Michel Temer convocou para o fim de semana uma reunião com ministros, líderes e presidentes de partidos para definir estratégias e conseguir aprovar as mudanças na aposentadoria. 

Ele vai cobrar votos a favor, que até agora somam 250 nomes, segundo aliados.
O encontro entre Temer e representantes partidários será no domingo (3), no Palácio da Alvorada, e acontece na reta final dos trabalhos do Legislativo neste ano, o que torna muito curto o tempo do governo para convencer os aliados.

porJoLopes

Em reunião na ANAC, governador solicita agilidade para reabertura do aeroporto de Mossoró

O aeroporto de Mossoró foi pauta de uma reunião realizada em Brasília entre o governador Robinson Faria e o diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil, ANAC, José Ricardo Botelho. O objetivo do encontro foi agilizar a liberação da estrutura para que a cidade comece a operar voos comerciais o quanto antes.

Na audiência, Robinson Faria, que esteve acompanhado dos deputados federais Fábio Faria e Beto Rosado, do secretário de Estado do Turismo, Ruy Gaspar, e do diretor-Geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Jorge Fraxe, solicitou que o aeroporto fosse transformado em comercial em caráter definitivo.  

“Acabamos de apresentar um estudo feito pelo nosso Governo com o aeroporto já adequado, com as devidas reformas, para poder oficializar e certificar que a nova estrutura possa receber nos próximos meses os voos da companhia Azul”, disse o chefe do Executivo estadual.

O diretor da ANAC garantiu que “fará o possível para ajudar aos potiguares em mais essa conquista, para que Mossoró tenha efetivamente o que lhe é de direito: linhas regulares dentro de um padrão de qualidade e segurança de voo adequados”, afirmou José Ricardo Botelho.

porJoLopes

Mesmo com obrigatoriedade do Selo fiscal nos garrafões de água, há empresas que trabalham irregularmente no R

Consumidor é um importante aliado na fiscalização para garantir qualidade da água

Em maio deste ano, o consumidor potiguar ganhou uma nova ferramenta de fiscalização da qualidade e legalidade para os garrafões das águas mineral e das adicionadas de sais, de 10 e 20 litros. O Selo Fiscal de Controle, validado pelas Vigilância Sanitária no RN (Suvisa) e Secretaria Estadual de Tributação (SET), deve vir afixado no lacre dos produtos, de forma clara e visível para o comprador, e é concedido às fontes de água que estão em dia com as obrigações tributárias e sanitárias.

Com seis meses de vigência do selo, é possível fazer uma avaliação do resultado preliminar dessa ação. Apesar dos esforços da SET, da Suvisa e do Sindicato da Indústria de Cervejas, Refrigerantes, Águas Minerais e Bebidas em Geral do Estado do Rio Grande do Norte – Sicramirn para garantir a melhor qualidade do produto que chega às casas dos potiguares, algumas empresas continuam distribuindo água envasada de forma irregular. Por isso, faz-se cada vez mais necessário um trabalho conjunto de fiscalização que só é possível por meio da parceria eficiente entre Estado e consumidor – principal beneficiado pelo selo.

O selo vem se mostrando um valioso instrumento de combate à sonegação e à concorrência desleal, já que a sua ausência denuncia a entrada clandestina de produtos no mercado. A lei prevê multa de R$ 60,00 por cada vasilhame que for encontrado em situação irregular. Para Djalma Barbosa, presidente do Sicramirn, os órgãos responsáveis do governo se prontificam a fazer o trabalho de monitoramento de campo e têm conseguido uma fiscalização eficiente, que ainda pode ser melhorada.

“O consumidor é o grande beneficiário, visto que o selo assegura que o produto está de acordo com os padrões sanitários. Nossos esforços são direcionados para um consumidor cada vez mais consciente com relação à aquisição dos produtos com o selo fiscal”, comenta Djalma. Além da fiscalização dos órgãos de controle do Estado, também é necessário que a população, principal interessada na qualidade do produto, participe ativamente da fiscalização do selo. Isso pode ser feito através dos canais oficiais de contato da Secretaria da Tributação como pelo aplicativo do órgão. 

porJoLopes

Recife tem festival de experiências digitais gratuito

Rec’n’Play acontece no Bairro do Recife


Com quase uma centena de palestrantes convidados e o mais de 180 atividades, o Rec’n’Play, festival de experiências digitais, que começa na próxima quinta-feira (30.11) e termina no noite do domingo (3/12), agora será totalmente gratuito. A ação – realizada pelo Porto Digital, Grupo Duca e Ampla – vai transformar o Bairro do Recife numa ilha de tecnologia, negócios, música, empreendedorismo, design, games, fotografia e outras iniciativas.

Incialmente, havia cobrança de ingressos para algumas atrações, mas a entrada de dois patrocinadores, esta semana, acabou viabilizando a gratuidade para todos. As empresas Elcoma Networks e Smart Networks passam a ser patrocinadoras master do evento. As duas trabalham com redes de comunicação e estão instaladas no bairro do Recife. O festival também tem o patrocínio da Prefeitura da Cidade doRecife e Governo de Pernambuco(Secretaria de TurismoEsportes e Lazer– Seturel e Empeture apoio é do Sebraeem Pernambuco.

O Rec’n’Play contará com sete temas centrais (trilhas): tecnologia da informação, internet das coisas, design, games, fotografia, eSports e música que contarão com eventos simultâneos e sequenciais, entre palestras, oficinas, apresentações e mostra de cases de sucesso. 

O modelo da programação emvários palcos foi pensado para gerarnovos vínculos entre os participantes e acidade.

O termo trilha traz uma dimensãoconceitual para o festivalimplicando nainteração entre atividades no campo daeducaçãoque podem se desdobrar empuro entretenimento e que podemmaisadiantese converter em negóciosCadatrilha está sob responsabilidade de umcuradorOs curadores compõem umtime formado por pessoas que estão nomercadona esfera pública ou privada,desenvolvendo serviços de grandeimpacto em seu segmento.

A ideia do Porto Digital em promover oRecnPlay foi dar ao ecossistema local eao Recife um evento de grande porte quedialogue com a cidadeem um ambienteonde a inovação e o empreendedorismoandam juntos com a artea culturaaciência e a tecnologia. “Não temos aambição de formular sozinhos todas asquestões abordadas pelo festivalPoressa razãoidentificamos e mobilizamosparceiros para que eles atuem comocuradores do RecnPlay”, explicaFrancisco Saboyapresidente do PortoDigital. “Assimvamos trabalhar as maisdiversas áreasentre elasgames,cidades sustentáveis e inteligentes,robótica e internet das coisasTodasdivididas em trilhas”, completa.

O Rec’n’Play terá como foco a criação de um ambiente para negócios. Na trilha de tecnologia da informação, por exemplo, as startups serão o foco de discussões acerca de propriedade digital, administração de pequenos negócios, além dos benefícios da tecnologia nesse tipo de negócio. Já a o segmento de internet das coisas (IoT) discutirá seus benefícios e potencial dentro da economia brasileira.

O universo de games também tem espaço garantido dentro do festival. Serão duas trilhas destinadas exclusivamente a discutir o assunto e o mercado brasileiro e internacional dos jogos eletrônicos, além de uma parte especifica para os eSports, especial de profissionalização dos campeonatos de games, que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios. Na trilha de música, que contará com diversas apresentações, entre elas Tagore na abertura do evento, os games voltam como nicho de mercado na criação de trilhas para os jogos.

A programação pode ser conferida no site do festival e nas redes sociais:

porJoLopes

POLICIAIS MILITARES DO 4 BATALHÃO COM APOIO DA FORÇA NACIONAL APREENDEM ARMA DE FOGO E MUNIÇÕES NO BAIRRO NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO

Policiais militares do 4 BPM com apoio da Força Nacional prenderam na tarde dessa segunda-feira (27) após Denúncia anônima do Disque 181 um suspeito, e com ele foi apreendido:Um (01) revólver calibre 38 de marca ROSSI e numeração E  298478 com capacidade para seis (06) munições e trinta e seis (36) munições calibre 38 intactas.

O acusado foi conduzida para a Delegacia de Plantão da Zona Norte pela Guarnição da Força Nacional.

porJoLopes

Meteorologia prevê fim do ciclo da seca no nordeste e maior volume de chuvas para os próximos 10 anos

O volume de chuvas aumentará em 2018, segundo os meteorologistas, o ciclo de seis anos seguidos de seca severa para o semiárido do Nordeste está encerrado e não deverá se repetir nos próximos dez anos. O prognóstico do meteorologista Gilmar Bistrot (Emparn) à reportagem da Tribuna do Norte é corroborado por Luiz Carlos Baldicero Molion, meteorologista e professor da Universidade Federal de Alagoas. As análises apontam para um inverno que varia de normal e acima da média em 2018, abrindo uma possível sequência de nove anos com baixa possibilidade de secas repetidas. 
Fenômeno La Niña deverá se manter até meados de 2018
O gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Britot, analisando as condições meteorológicas, com as chuvas e o vento forte que estão ocorrendo em parte do Nordeste, prevê a permanência do fenômeno La Ninã, até meados de 2018. Nas análises das imagens dos satélites meteorológicos, destaca que “no monitoramento das Oscilações 30-60 dias (onda planetária que circula o planeta na faixa equatorial de oeste para leste causando instabilidades na fase positiva), mostra que possivelmente em meados de dezembro essa oscilação estará com sua fase positiva sobre o nordeste brasileiro e com isso aumentando as condições de ocorrência de chuvas mais significativas”.

Acrescenta o meteorologista que a ocorrência de chuva no Nordeste no período de fevereiro a maio, depende de vários fatores, entre eles as condições dos oceanos Pacífico e Atlântico e a Atividade Solar. “Hoje, analisando as condições atuais temos o Oceano Pacífico, a previsão é de ser favorável em 2018. No caso da atividade solar, a previsão é de diminuição (a relação é que quando aumenta a atividade solar, diminui a ocorrência de chuva na região e quando diminui a atividade solar, aumenta a ocorrência de chuvas, exemplo anos de 2008 e 2009, último período de mínimo da atividade solar), assim é mais uma variável que estará favorável em 2018. Somente ainda estamos analisando as condições termodinâmicas do Oceano Atlântico, que por ser um oceano menor ainda não é possível determinar como será o seu comportamento em 2018”.
Segundo Gilmar Bristot, o mês de outubro de 2017 apresentou uma característica climática diferente dos últimos anos com relação as condições de chuva e temperatura principalmente na região litorânea. A presença de águas mais frias do que o normal ao longo da faixa equatorial do oceano Pacífico (Fenômeno Lá Niña), tem influenciado na manutenção de ventos mais forte do que o normal, maior concentração de umidade e consequentemente mais ocorrência de chuvas causadas pelo sistema de brisa sobre o litoral nordestino e temperaturas próximo da normalidade.
No interior do Estado, em algumas áreas isoladas do Alto Oeste, Chapada do Apodi, Seridó e Agreste, também ocorrem pancadas de chuvas ocasionadas por Sistemas Meteorológicos Transientes como restos de Frentes Frias e circulação do ar em altos níveis da Atmosfera. A previsão é de permanência do fenômeno pelo até meados de 2018, o que indica que não teremos formação de bloqueios ocasionados pelo comportamento do Oceano Pacífico no período chuvoso de 2018, facilitando assim o deslocamento da Zona de Convergência Intertropical (sistema meteorológico que causa as Chuvas na Região Nordeste no período de fevereiro a maio) para próximo do Nordeste Brasileiro nos meses de fevereiro a maio de 2018. Também, nesses próximos meses novembro, dezembro e janeiro de 2018, poderão ocorrer chuvas decorrentes da atuação de Vórtices Ciclônicos de Ar Superior ( VCANS), mas como são de baixa previsibilidade não é possível prever o período e a intensidade que deverão ocorrer.
Fonte: Tribuna do Norte

porJoLopes

Secretário da SEMARH apresenta “Plano Emergencial de Segurança Hídrica”

Seis anos consecutivos de seca e a crise econômica resultaram em uma “crise hídrica perfeita” no Rio Grande do Norte. A afirmação foi feita nesta sexta-feira à tarde, na Casa da Indústria, pelo secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Ivan Lopes Júnior, durante a reunião da Diretoria da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte.

O secretário fez uma apresentação do “Plano Emergencial de Segurança Hídrica” elaborado pelo Governo do Estado para enfrentar a grave situação. Com custo total de R$ 336 milhões, o plano prevê construção e ampliação de adutoras, perfuração de poços profundos, poços com dessalinizadores, abastecimento alternativo (Operação Vertente) de água e distribuição de ração animal.

O governo tem o plano, mas não tem os recursos, que pleiteia desde 2015, junto ao Ministério da Integração. Destes R$ 336 milhões, recebeu apenas cerca de 16% – R$ 56,7 milhões. Esses R$ 56,7 milhões foram utilizados na construção de adutora Caicó-Jucurutu (R$ 44 milhões) e no fornecimento de água por meio de carros-pipa (R$ 12,7 milhões) – medidas previstas no plano.

Hoje os principais reservatórios do Estado estão com 13% de sua capacidade, sendo que vinte entraram no volume morto. Segundo informações repassadas pelo Secretário, a Barragem Armando Gonçalves Ribeiro entrará no volume morto em dezembro próximo, e 17 municípios entraram em colapso hídrico.