Arquivo de tag Ministro

porJoLopes

Henrique Eduardo Alves se reúne com ministros de turismo do Mercosul

200116RainhaLeticia_Espanha_TalebRifai_OMT_02_B_DJnnA presença da rainha Letícia, da Espanha, na abertura da Feira Internacional de Turismo de Madri revela a importância do evento para o turismo mundial, bem como da atividade para a economia da Espanha, ressaltou o ministro Henrique Eduardo Alves no encontro com a rainha e o Secretário-Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Taleb Rifai. O país é um dos mais visitados do planeta. A Espanha recebe 60 milhões de turistas por ano, dez vezes mais do que o número de estrangeiros que visitam o Brasil,  e tem na atividade turística uma das principais fontes geradoras de emprego e renda para os espanhóis.

A Feira Internacional de Turismo (Fitur), em Madri, uma das maiores do mundo, serviu de palco para os ministros do Turismo do Brasil, Henrique Eduardo Alves; da Argentina, Gustavo Santos; do Paraguai, Marcela Bacigalupo; e do Chile, Javiera Montes, traçarem uma estratégia de promoção turística conjunta. Eles firmaram um pacto para estreitarem a relação dos países por meio do setor de viagens.

200116RainhaLeticia_Espanha_TalebRifai_OMT_B_01DJA secretária de Turismo do Chile, Javiera Montes, propôs a formalização da parceria por meio de um entendimento amplo e profundo com o Brasil a ser assinado na próxima reunião do Mercosul, em abril, no Uruguai. “Os dois países sairão fortalecidos”, comentou Javiera. O Chile é o terceiro país emissor de turistas para o Brasil, depois da Argentina e dos Estados Unidos, com 337 mil visitas em 2014. Em 2015, 460 mil brasileiros visitaram o Chile, segundo autoridades chilenas. O presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, frisou que os dois países poderiam fazer promoções integradas.

Ainda na Fitur, Henrique Eduardo Alves encontrou-se pela primeira vez com o ministro do Turismo da Argentina do governo Maurício Macri, Gustavo Santos. “Temos muito trabalho a fazer juntos. Os nossos países têm ofertas turísticas complementares. São como um só destino”, afirmou o ministro. Amanhã os dois ministros têm uma reunião técnica na Fitur para detalhar a estratégia entre os dois países.

A Argentina é o principal destino emissor de turistas para o Brasil. Dos 6,4 milhões de estrangeiros que visitam o país, 1,74 milhões vêm do país vizinho, o equivalente a 27% do total. Neste verão está havendo um grande fluxo de argentinos para o Brasil, principalmente para Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

 

porJoLopes

Ministro dos Transportes garante a João Maia a retomada das obras da Reta Tabajara

cabnnO Presidente do PR no Estado do Rio Grande do Norte, ex-deputado João Maia, esteve nesta quarta-feira (20) à tarde em audiência com o Ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, e recebeu a seguinte notícia: “João autorizei a retomada das obras remanescentes da Reta Tabajara na BR 304, conforme havia prometido quando da minha visita a Natal no ano passado”.

Perplexo, o Presidente do PR agradeceu e concluiu: “Gostaria que o senhor fosse ao Rio Grande do Norte para entregar esse presente ao povo do meu Estado”, disse João Maia.

porJoLopes

Ministro do Turismo busca saída para tributação de viagens internacionais

turismo rnA cobrança de 25% de Importo de Renda Retido na Fonte (IRRF) sobre pacotes turísticos internacionais foi o assunto principal da reunião do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, com o Secretário-Executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira e representantes do setor turístico. Com o fim da isenção do pagamento da tributação, em 31 de dezembro do ano passado, a expectativa do setor era pagar aos prestadores de serviços no exterior o mesmo valor do IOF (6,38%). De acordo com a Receita Federal, a alíquota de 25% será cobrada sobre o valor da remessa enviada ao exterior para cobrir despesas pelos serviços prestados aos turistas brasileiros que compram pacotes turísticos internacionais comercializados no Brasil.

O ministro Henrique Alves apelou ao representante da Fazenda para que fosse mantido um acordo prévio que havia sido intermediado por ele com o setor e o ex-ministro Joaquim Levi. “Será a contribuição do turismo ao ajuste fiscal. O setor vai sair da isenção total e passará a contribuir com IRRF equivalente ao IOF cobrado nas operações feitas no exterior com o cartão de crédito”, propôs Alves. Dyogo Oliveira pediu uma semana para rediscutir a proposta com a nova equipe econômica do Ministério da Fazenda.

Os empresários afirmam que a alíquota inviabiliza a venda de viagens internacionais. Sem acordo definido para uma alíquota reduzida, o setor praticamente parou desde o início de janeiro. O segmento já enfrentava uma redução na procura de pacotes para o exterior em função da alta do dólar. Além de pacotes turísticos (remessas ao exterior para pagamentos de despesas de hospedagem ou transporte), também são tributados à alíquota de 25% serviços classificados como gastos pessoais, no exterior, de pessoas físicas residentes no Brasil, em viagens de negócios, serviço, treinamento ou missões oficiais independentemente do valor remetido.

Também participaram do encontro os representantes da Associação Brasileira de Agências de Viagem (ABAV), Edmar Augusto Bull; da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), Magda Nassar; da Associação Brasileira das Empresas de Cruzeiros Marítimos (Abremar), Marco Ferraz; e da CVC Turismo, Luiz Eduardo Falco.

porJoLopes

TAM reafirma Natal como alternativa para centro de conexão

Dirigentes da TAM confirmaram hoje, em São Paulo, ao Ministro do Turismo, Henrique Alves, que o Aeroporto Internacional Aluizio Alves (Natal/São Gonçalo) é uma das alternativas que a companhia tem para sediar o seu futuro centro de conexões de vôos domésticos e internacionais no Nordeste. As duas outras alternativas são os aeroportos do Recife e de Fortaleza.

A presidente da TAM, Claúdia Sender, e o presidente do Conselho de Administração da empresa, Marco Antonio Bologna, revelaram que a decisão, baseada em critérios técnicos e levando em consideração condições mercadológicas, econômicas e de infraestrutura, deverá ser anunciada em dezembro.

A presidente da TAM destacou, ainda, a necessidade de que as cidades escolhidas e que estejam interessadas em sediar o Centro, melhorem as condições dos seus respectivos aeroportos, adequando-os à nova atividade e assegurando as melhores condições possíveis de acesso, bem como de infraestrutura aeroportuária.

A reunião do Ministro do Turismo com os dirigentes da TAM durou mais de uma hora.

Henrique elogiou o projeto da empresa, considerando-a da maior importância para o incremento da atividade turística no Nordeste. E afirmou ver “com muita alegria” a inclusão do Aeroporto Internacional Aluízio Alves como umas das três alternativas definidas pela companhia.

– O Rio Grande do Norte credencia-se a essa escolha, graças ao aeroporto com conquistou, pela dimensão de sua pista, a única no Brasil com capacidade para receber o super avião A-380,com capacidade para o transporte de mais de 800 passageiros/vôo. aeroporto.

Henrique acentuou que o Aeroporto de Natal/São Gonçalo tem uma capacidade instalada de recepção para 6 milhões de turistas/ano, dispondo de uma área de cargas de 50 mil metros quadrados. E lembrou a necessidade de que os órgãos responsáveis estejam atentos às exigências que estão sendo formuladas pela TAM.